quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Monterrey vence de virada e fica em 5º no Mundial de Clubes


O Monterrey-MEX ficou com a quinta posição no Mundial de Clubes ao derrotar o Espérance-TUN por 3 a 2, de virada, na manhã desta quarta-feira, no Toyota Stadium (Toyoto-JAP), em duelo preliminar a Santos x Kashiwa Reysol. Mier, De Nigris e Zavala marcaram para os mexicanos, enquanto Ndejeng e Mouelhi anotaram para os tunisianos.

Na estréia pelo torneio, o Monterrey havia sido derrotado nos pênaltis justamente para o adversário santista, após igualdade em 1 a 1 no tempo normal. Já o quadro africano caíra diante do Al Sadd, do Qatar, por 2 a 1.

Muita disposição e pouca inspiração marcaram o início da partida. Visto como favorito, o time mexicano só foi ameaçar a meta defendida por Ben Cherifia aos 30 minutos, quando Cardozo arremtaou forte da entrada da área e obrigou o goleiro tunisiano a praticar bela defesa.

A resposta do Espérance, no entanto, foi imediata e mortal. No minuto seguinte, Yannick Ndejeng, seu mais perigoso atacante, passou pelo marcador e abriu o marcador, tocando com categoria na saída de Jonathan Orozco.

O gol parece ter despertado o Monterrey, que abriu suas baterias, igualando aos 39. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Hiram Mier aproveitou rebote do travessão e empatou o duelo.
A jogada aérea parecia ser o caminho para a vitória mexicana, pois quatro minutos depois, novamente depois de um esquinado, Aldo de Nigris testou com precisão e virou para o Monterrey.

Em vantagem no placar, os mexicanos pareciam ter encontrado definitivamente o caminho para o gol adversário. Tanto que, logo no primeiro minuto da etapa final, chegaram ao terceiro tento. De Nigris escorou para Jesús Zavala não perdoar: 3 a 1.

Com a ótima vantagem, coube ao Monterrey administrar o resultado, fechando-se na defesa e apenas explorando os contra-golpes. Sem força ofensiva, os tinisianos não incomodavam, até que aos 31 Youssef Msakni foi derrubado na área, conseguindo um pênalti. Khaled Mouelhi cobrou bem e diminuiu.

O gol do rival, porém, não abalou a confiança dos mexicanos, que souberam se fechar, segurar a inerte pressão do Espérance e selar o triunfo, terminando o Mundial na quinta posição.

Reportagem: Globo

0 comentários:

Postar um comentário

banner

 
Design by @VitorBrunoMA